Páginas

quinta-feira, 21 de maio de 2015

ERALDO PIMENTA - DEPUTADO EM AÇÃO

ERALDO PIMENTA, DEPUTADO ESTADUAL DO PARÁ, COBRA DO GOVERNO DO ESTADO MAIS SEGURANÇA PARA URUARÁ E REGIÃO

Os assaltos a mão armada estão cada dia mais freqüentes na região. Elementos armados, seja de arma branca ou arma de fogo atacam cidadãos de bem no meio da rua, na porta de suas casas, assaltam lojas e motociclistas a luz do dia ou à noite.

Em Uruará, na madrugada da última quinta para sexta feira, aconteceu uma vitima fatal quando um idoso foi assassinado com várias facadas em latrocínio ocorrido no centro urbano.

O Deputado Estadual Eraldo Pimenta (PMDB) em sessão nesta terça feira dia 19 de maio, cobra na assembléia legislativa, ALEPA investimentos para a segurança pública da região Oeste do Pará. “Em Uruará, está tendo assalto a mão armada em plena luz do dia. Hoje, o comércio está inseguro e temos que olhar com carinho para isso. O governo do Estado do Pará precisa dar uma atenção emergente e urgente, na questão da segurança pública daquela região que cresce consideravelmente”, disse.

A falta de segurança pública é alarmante e inadmissível. A população está cada vez mais refém de marginais. 

Veja o pronunciamento do deputado Eraldo Pimenta na ALEPA:


video

COMUNICAÇÃO EM AVEIRO EM FESTA

FESTA DE ANIVERSÁRIO DA RÁDIO REGIONAL FM NO MUNICÍPIO DE AVEIRO, REÚNE MAIS DE 5 MIL PESSOAS

Realizada no último sábado, 16, a festa de aniversário do primeiro ano da Rádio Regional 88.5 FM, na cidade de Aveiro. Mais de cinco mil pessoas prestigiaram o evento que contou com a presença de lideranças locais, empresários, agricultores e do deputado estadual Eraldo Pimenta.

A Rádio Regional FM 88.5 de Aveiro é permissionária do Serviço de Radiofusão sonora em FM, naquele município pela portaria 512, de 13 de setembro de 2006. Ela faz parte do Sistema Regional de Comunicação.

O sistema regional de Comunicação, que além de uma equipe comprometida com a qualidade de seus trabalhos conta ainda com uma estrutura operacional com tecnologia de ponta, processadores, moduladores e periféricos de áudio com alta definição HD.

O sistema Regional de Comunicação, com as rádios em Brasil Novo, Uruará e Aveiro, atinge cerca de 25 municípios no Oeste do Pará. É o maior e mais eficiente meio de comunicação da região.

A rádio Regional em Aveiro, tem cobertura completa no Município de Aveiro e Belterra e cobertura Parcial dos municípios de Itaituba, Rurópolis, Trairão e Santarém.

O Jornal o Regional é transmitido em cadeia pelas três rádios, de segunda a sexta-feira, a partir das 12 horas.


Parabéns a toda equipe que faz parte da rádio Regional 88.5 FM da cidade de Aveiro.  

ESPORTE

URUARÁ CONQUISTA MEDALHAS NO CAMPEONATO PARAENSE DE JIU-JÍTSU PROFISSIONAL


O Campeonato Paraense de Jiu-Jítsu Profissional foi aconteceu nos dias 16 e 17 de maio de 2015 na Cidade de Santarém. A competição foi promovida pela Federação Paraense de Lutas Profissionais (FPLP).

Vários atletas do município de Uruará estiveram participando do campeonato. Foram 10 ouros, 2 pratas e 4 bronzes conquistados pelos atletas uruaraenses.


sexta-feira, 15 de maio de 2015

PROFESSORA É AGREDIDA POR VEREADOR EM MEDICILÂNDIA

VEREADOR DE MEDICILÂNDIA "DESCE" A MÃO EM PROFESSORA

Indignados com a falta de atenção por parte do Governo Municipal pelo descaso da Câmara de Vereadores, os professores de Medicilândia fizeram mais um manifesto na frente da Câmara na manhã desta quinta-feira (14). A manifestação era contra a votação do Projeto de lei do Executivo, mas professores foram impedidos de entrarem no prédio e os vereadores realizaram a seção com as portas fechadas e sob a guarda da Polícia que fez a segurança na porta da Casa de Leis.

Sem poder entrar para acompanhar a seção, eles continuaram na frente da Câmara com e com um som ligado e sintonizado em uma rádio local que transmite a seção em forma de protesto. Para manter a ordem, a segurança e a integridade física das partes, os policiais isolaram a rua enquanto os professores gritavam palavras de ordem indignados com a situação.

Após algum tempo de terminada a seção alguns vereadores acabaram deixar a Câmara de Vereadores escoltados pela polícia e na saída eles foram vaiados pelos manifestantes foi quando o Vereador Tião Leite do PSB agrediu a Professora Marines Amaral com tapas no rosto como mostra as imagens registradas com um celular.

A professora foi à delegacia e registrou BO contra o Vereador que deverá comparecer à delegacia para prestar esclarecimentos.

Os professore pedem melhores condições de trabalho e merenda escolar que está faltando, e quando chega para os alunos não é de qualidade. O coordenador do Sintepp, Valtair Dolchar, disse que todos os argumentos já foram colocados pela categoria, mas até agora o governo não responde de forma positiva. Segundo ele, Medicilândia tem o salário mais defasado da região transamazônica. O plano de cargo e carreira que desde o ano passado tem sido conversado com os representantes do governo municipal, também está na pauta de reivindicação. A greve já dura 18 dias e só deverá terminar após um acordo convincente por parte do governo municipal.

A greve atinge 80% das escolas.

As informações são de Valdemídio Silva
Fotos cedidas

EM URUARÁ, POPULARES SE REÚNEM PARA RECUPERAR RUAS

POPULAÇÃO SE REÚNE E CONTRATA EMPRESA PARA RECUPERAR O TRECHO DE AVENIDA EM URUARÁ

Ruas intrafegáveis, saúde pública municipal decadente e uma população abandonada. É isso o que tem ocorrido em Uruará. Em quase três anos de Governo Everton Banha (PDT) e com uma Câmara de vereadores omissa, como afirma os próprios moradores, que pouco fazem por eles, pouco se avançou na cidade.

Cansados de esperar pela ação do poder executivo municipal de Uruará, populares se reuniram nesta quinta-feira, 14, e contrataram uma empresa particular para fazer a recuperação do trecho de uma Avenida do centro da cidade, a Avenida Goiás, que apresentava um enorme atoleiro na esquina com a Avenida Pará, local que fica bem perto do Hospital Municipal.

Para tapar o enorme buraco foram utilizadas uma motoniveladora (Patrola), rolo compactador e uma caçamba. A iniciativa popular foi acompanhada e apoiada pelo vereador Zenilson Negão (PROS). Em pouco mais de 2 horas e meia de serviço o trabalho foi concluído, agora o referido local está oferecendo excelentes condições de trafegabilidade.

Um dos autores da iniciativa, Ronaldo Menezes de Sousa, disse que a situação é de calamidade pública “A situação de Uruará é precária. Nós estamos no mês de maio e Uruará ainda não se acertou com relação a condição das ruas da cidade. Nós tivemos que nos reunir para pagar uma patrola e uma caçamba para arrumar isso aqui, porque o nosso gestor não faz nada. Está difícil hoje, estamos numa calamidade pública em Uruará”, disse.

O vereador Zenilson Negão disse que a ação é pra salvar vidas. “Aqui nesse buraco já ficaram atolados dezenas de carros, então o objetivo principal dessa ação é pra salvar vidas, é pra evitar que acidentes aconteçam, é um dever da prefeitura, mas sabemos que o prefeito é irresponsável que não tem coragem de fazer esse serviço que é sua obrigação”, disse o vereador.

terça-feira, 12 de maio de 2015

ESTRADA QUE DÁ ACESSO AO CEMITÉRIO PRATICAMENTE INTRAFEGÁVEL

TRAFEGAR A PÉ OU DE BICICLETA PELA VICINAL 180 SUL NO PERÍMETRO URBANO É QUASE IMPOSSÍVEL

A vicinal do km 180 Sul se encontra em péssimas condições de trafegabilidade. Ela dá acesso ao bairro Pimentolândia e Cemitério Municipal.

O morador José Cardoso, do bairro Pimentolândia falou das condições desta via. “A tristeza de morar aqui no Pimentolândia é a tristeza de enfrentar este buraco. Um local onde as autoridades não fazem nada. Não aterram. Não tira a água e a lama. Sofremos muito. A moto é o tempo todo suja. A gente voto num prefeito desse e ele não retribui com trabalho. Não vê a situação da cidade. Quando um ente querido morre, tem que ir pela Mini Industria para poder chegar no cemitério, porque por aqui não dá pra passar”, disse indignado.

Jamilson, um dos trabalhadores de uma madeireira próximo ao local, também expôs sua indignação. “É um descaso para a população! Não tem condições a situação em que passamos. Dois ou no máximo três dias de serviço e já estamos durante todo este inverno e a prefeitura não faz nada. A população passa por este local, precisa desta via que liga o Centro ao bairro do Pimentolândia e ao cemitério Municipal. Não tem condições é um sofrimento! Não tem condições de passar aqui. Que nossas autoridades resolvam este problema”, disse. 

O trecho que dá acesso ao Bairro Pimentolândia e ao Cemitério Municipal está nestas condições desde o início do inverno e segundo os moradores ninguém toma uma providência.

SAÚDE

CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE SAÚDE DO MUNICÍPIO DE URUARÁ SERÁ REALIZADA NO FIM DO MÊS

Com o tema “Humanização na Saúde e as Conquistas do SUS no município de Uruará” e a renovação do Conselho Municipal de Saúde para o biênio 2015/2017, será realizada no município nos dias 28 e 29 de maio de 2015 a IX Conferência Municipal de Saúde do Município de Uruará, conforme determinação legal prevista no decreto de número 035/2015.

A IX Conferência Municipal de Saúde do Município de Uruará terá um total de 52 delegados que foram eleitos nas Pré-Conferências, sendo 20 representantes de usuários de saúde, 10 representantes de trabalhadores em saúde, 10 representantes de gestores/prestadores de saúde e 12 membros natos que fazem parte do conselho municipal de saúde de Uruará.

As Pré-Conferências foram realizadas nos dias 22, 23 e 24 de abril de 2015.

A Conferência ocorrerá no Clube Socreca, no Bairro Vila Brasil, zona norte da cidade de Uruará.
EM NOTA FAMÍLIA DE LUCIANO STRACKE FAZ APELO PELO REAPARECIMENTO DO MADEIREIRO

FAMÍLIA DO MADEIREIRO LUCIANO STRACKE QUE ESTÁ DESAPARECIDO DESDE O DIA 6 DE MAIO DIVULGOU NOTA FAZENDO APELO PELO RETORNO DO FAMILIAR.


“Pedimos a quem estiver com o nosso amado ente, Luciano Stracke, que o devolvam para nós. Comprometemo-nos a até retirar a queixa na polícia. Não queremos os veículos, só queremos o Luciano de volta. estamos todos aflitos, mãe, esposa e filhos estão chorando bastante. Pedimos para que as polícias dos municípios vizinhos ajudem na localização de Luciano Stracke, pois já são seis dias de muita angústia”, diz a nota.

O madeireiro Luciano Stracke está desaparecido desde as 23:30 h de quarta-feira, 6 de maio de 2015. O madeireiro desapareceu quando negociava a venda de um caminhão Ford/Cargo 2628 E e um trator D50. Ele residia numa casa alugada no Bairro Vila Brasil, zona norte da cidade de Uruará, onde na manhã de quinta-feira, 07, foram encontrados apenas o quarto revirado e um ventilador ligado no interior da residência. O trator que estava encima do caminhão estacionado enfrente a casa também haviam desaparecido. A polícia civil de Uruará segue investigando o caso.

Quem tiver informações ligue imediatamente para a polícia pelos telefones: 0933532-1970 da delegacia de polícia civil e celular 093991035395 falar com o investigador José Tadeu.

As informações são de Joabe Reis

sexta-feira, 8 de maio de 2015

TRANSAMAZÔNICA ESTÁ FECHADA NESTA SEXTA (08/05) EM MEDICILÂNDIA

MOVIMENTO SOCIAL BLOQUEIA TRANSAMAZÔNICA NO KM 92 EM MEDICILÂNDIA

Desde as 7 horas da manhã desta sexta-feira, 08, a Transamazônica está bloqueada no km 92 no município de Medicilândia, na ponte do Rio Pacal a 2 km do centro urbano. Foi utilizado um trator posicionado sobre a ponte para bloquear a estrada. Dezenas de manifestantes estão no local.

O bloqueio foi definido durante reunião com representantes da sociedade realizada na terça-feira, 05.

Segundo o movimento, o objetivo é chamar a atenção das autoridades e imprensa para o descaso total e o abuso de poder que vem ocorrendo no município de Medicilândia em todos os setores como saúde, educação e segurança pública.

O município de Medicilândia é administrado pelo governo do PT.

Por: Joabe Reis

quarta-feira, 6 de maio de 2015

TRANSAMAZÔNICA SERÁ FECHADA NESTA SEXTA (08/05) EM MEDICILÂNDIA

EM PROTESTO MOVIMENTO SOCIAL FECHARÁ TRANSAMAZÔNICA NO KM 92 EM MEDICILÂNDIA

Os professores da rede municipal de ensino do município de Medicilândia, que estão com suas atividades paralisadas por estarem reivindicando a não aprovação na Câmara de Vereadores do município o projeto de lei do executivo referente ao novo PCCR (Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração) da classe que reduziria drasticamente os salários dos professores, ganharam nesta semana um reforço na luta, o apoio da sociedade organizada do município, que também decidiu reivindicar melhorias para o município. Durante reunião com representantes da sociedade realizada nesta terça-feira ficou definido que o movimento irá bloquear a rodovia Transamazônica (BR 230) na sexta-feira, 08, a partir das 7 horas da manhã. O bloqueio ocorrerá no km 92 na ponte do Rio Pacal a 2 km do centro urbano.

Segundo o movimento, o objetivo é chamar a atenção das autoridades e imprensa para o descaso total e o abuso de poder que vem ocorrendo em todos os setores como saúde, educação e segurança pública.

No início da semana os professores já haviam ocupado a Câmara de Vereadores do município onde permanecem inclusive durante a noite para impedir que as portas da casa sejam fechadas e também impedir que o projeto do novo PCCR seja votado e aprovado pelos vereadores.

Por: Joabe Reis

VICINAL DO 165 SUL

51 DIAS SEM PONTE SOBRE O RIO URUARÁ NO TRAVESSÃO 165 SUL

Nesta quarta-feira, 06, completam 51 dias que a ponte sobre o Rio Uruará, no travessão 165 Sul desabou, na zona rural do município de Uruará, deixando centenas de famílias de cinco vicinais prejudicadas.

Quase dois meses depois do desabamento, a obra de construção de uma nova ponte ainda não foi iniciada. A administração municipal sequer demonstra interesse em realizar a obra. Sem a ponte o escoamento da produção agrícola dos agricultores fica praticamente inviável nas vicinais do km 165, 160, 155, 150 e 147, todos do lado Sul da Transamazônica.

Sem a ponte sobre o rio para se deslocarem até a cidade de Uruará os agricultores precisam passar por um desvio improvisado aberto numa propriedade particular ou são obrigados a pagar uma taxa, de R$ 2,00 por pessoa e R$ 10,00 por motocicleta, para serem transportados numa pequena embarcação fluvial na travessia do Rio Uruará.

As centenas de famílias de agricultores não merecem passar por tamanha dificuldade e serem penalizadas pelas conseqüências da desastrosa e ineficiente administração municipal.

As informações são de Joabe Reis


segunda-feira, 27 de abril de 2015

ACIDENTE GRAVE

UMA PESSOA MORRE EM ACIDENTE COM ÔNIBUS DA VIAÇÃO OURO E PRATA NA TRANSAMAZÔNICA PRÓXIMO A CIDADE DE MEDICILÂNDIA

O acidente aconteceu na tarde desta segunda-feira, 27, na altura do KM 105 da BR 230, rodovia Transamazônica.

O ônibus da viação Ouro e Prata acabou tombou devido as péssimas condições da estrada deixando passageiros feridos e ocasionando uma vítima fatal, o morador do km 120 de prenome Gildo. Um helicóptero do Grupamento aéreo da PM esteve na cidade de Medicilândia resgatando vítimas.

Mais informações a qualquer momento.

Por: Joabe Reis

ERALDO PIMENTA, DEPUTADO ESTADUAL EM AÇÃO

ERALDO PIMENTA, DEPUTADO ESTADUAL DO PARÁ, PARTICIPA DA FORMATURA DA PRIMEIRA TURMA DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO EM URUARÁ

Aconteceu na noite deste sábado (25/04) a Colação de Grau da primeira turma de Administração do Município de Uruará pela Faculdade Itaituba (FAI). O evento realizado na Loja Maçônica, contou com a presença do deputado Estadual, Eraldo Pimenta (PMDB), convidado pelos formandos para ser o patrono da turma.

O curso de Administração iniciou em 2010 (no meu governo de Eraldo Pimenta) e teve êxito agora em 2015. Ao todo, 51 formandos de Administração em Uruará estão preparados para atender as necessidades do mercado de trabalho.


O deputado disse que foi uma honra participar deste evento tão importante para o Município. “Para toda a sociedade essa formatura é uma honra. Uruará só tem a ganhar! Nós estamos muito honrados e felizes com os resultados dos trabalhos e com o nível da qualidade dos alunos formados. Isto chama-se comprometimento com futuro de Uruará. Eu sempre digo: o político tem que pensar em gerações  e não apenas em eleições, por isso, apoio incondicionalmente cada ato voltado a questão educacional. Um sonho de todos iniciado quando eu era prefeito em 2010, e com êxito finalizado em 2015”, disse.





ERALDO PIMENTA, DEPUTADO ESTADUAL

DEPUTADO ESTADUAL ERALDO PIMENTA (PMDB) VISITA ALDEIAS INDÍGENAS

Esta é a primeira vez em que um deputado estadual do Pará foi agradecer os votos recebidos nas aldeias indígenas Munduruku do Alto Tapajós das aldeias Sai Sinza e Katõ em Jacareacanga no estado do Pará (Rio Tapajós).

O Deputado Estadual Eraldo Pimenta (PMDB), agradeceu a receptividade dos índios e disse que era uma questão de honra fazer esta visita. “Um povo educado, hospitaleiro, pacífico, organizado, e de cultura secular e hierárquica. A visita foi bastante proveitosa, onde fui recebido pelos caciques, pajés, jovens guerreiros. Na oportunidade, agradeci a votação que tive por lá (quase mil votos) e festejei com os cidadãos brasileiros indígenas o seu dia internacional, (19 de Abril, Dia do Índio)”, disse.


Eraldo Pimenta participou ainda das manifestações indígenas e colação de segundo grau nas aldeias, (de manhã na Aldeia Sai Sinza), à noite (Aldeia Katõ que só tem acesso ao rio ou de avião e com pista rudimentar) em ambas as Aldeias os alunos vestidos e paramentados a caráter.




 

PERIGO

SOLTOS EM VIA PÚBLICA, CAVALOS ANDAM LIVREMENTE PELAS RUAS DA CIDADE DE URUARÁ (PA)

Tem sido comum na cidade de Uruará (PA) encontrar cavalos andando soltos e livremente pelas ruas e avenidas da cidade ou pastando nos canteiros.

São pelos menos cinco eqüinos, como flagrados pela reportagem na fotografia, que podem ser vistos circulando na parte central da cidade, inclusive na Praça Municipal. Os animais oferecem perigo para o trânsito, pois podem ocasionar acidentes, entre outros perigos e riscos.

O município demonstra não ter um programa que combata esse tipo de ocorrência e que possa impedir que animais andem assim pelas ruas da cidade, já que nenhuma providência é tomada. E Por esta situação ser flagrada constantemente denota-se o total desinteresse da administração municipal em coibir o trânsito livre desses animais soltos na rua e em identificar e notificar os respectivos donos.

Não foi possível localizar, pela reportagem, o dono ou donos dos animais.

Por: Joabe Reis

DESCASO COM SERVIDORES PÚBLICO DE URUARÁ

SERVIDORES PARALISAM ATIVIDADES POR FALTA DE PAGAMENTO EM URUARÁ, PA

Os funcionários da Secretaria de Viação e Obras do Município de Uruará paralisaram as atividades no município nesta segunda-feira, dia 27. Segundo eles, o salário está com dois meses de atraso.

O servidor Antonio José Pereira de Sousa, o Zé do Brejo, disse que os funcionários da Viação e Obras (SEVO) só voltam a trabalhar caso recebam seus salários. “Não tem como trabalhar sem receber o salário. Como vamos sobreviver? Como vamos sustentar nossa família? Nossos filhos? Estamos com prestações atrasadas, energia atrasada. Não temos dinheiro para comprar gás, alimentação, remédio, nada... Tivemos que parar! Mecânicos, motoristas, operador de máquinas pesadas, vigias, garis e serviços gerais. Só voltaremos a trabalhar quando a prefeitura pagar o nosso pagamento”, disse.

Os servidores estão reunidos na Secretaria de Viação e Obras e aguardam o parecer do Executivo. Segundo um servidor que não quis se identificar, até ao meio dia desta segunda-feira, ninguém da Administração apareceu para dar uma satisfação aos funcionários. 

REDE CELPA

INSTALAÇÃO DE CHAVE FAVORECENDO SERRARIA PREJUDICA 300 FAMÍLIAS COMA A FALTA DE ENERGIA NO TRAVESSÃO 175 SUL

A colocação de uma chave beneficiando uma serraria estaria causando o problema da falta de energia prejudicando cerca de 300 famílias do travessão 175 sul, zona rural de Uruará.

Segundo afirma o agricultor José Gomes de Oliveira, que lidera um grupo de cerca de 70 pessoas representando as famílias prejudicadas e que estiveram na manhã desta segunda-feira, 27, no escritório local da Celpa cobrando a solução para o problema. “A gente tem a rede de energia do Programa Luz Para Todos que atende a mais de 300 famílias e hoje nós estamos na situação em que falta mais energia do que nós estamos tendo energia, isso vem acontecendo porque colocaram uma chave entre a chave mestra que fica na faixa (BR 230 Transamazônica) aí toda vez que os maquinários da serraria são ligados nós ficamos sem energia e quando acontece isso nós ficamos 2 a 3 dias sem energia porque a Celpa demora em religar a chave. A nossa reivindicação é que eles (Celpa)  tirem aquela chave e que volte a normalizar a rede igual era. Antes faltava energia também, mas não era como agora, nós não estamos podendo guardar mais nada na geladeira por exemplo, estamos muito prejudicados”, relatou o trabalhador rural.


Representantes da Celpa informaram que irão providenciar a solução do problema.

quarta-feira, 22 de abril de 2015

PONTE DO KM 165 SUL AINDA NÃO FOI INICIADA

ACORDO COM AGRICULTOR NÃO FOI CUMPRIDO PELA PREFEITURA DE URUARÁ E DESVIO PODE SER FECHADO NO TRAVESSÃO 165 SUL

Nesta quarta feira, completam 37 dias que a ponte sobre o Rio Uruará desabou no travessão do km 165 sul, zona rural do município de Uruará e até o momento as obras de construção de uma nova ponte ainda não foram iniciadas, persistindo assim o drama e o sofrimento dos agricultores de cinco travessões que trafegam pela referida estrada vicinal.

Após a queda da ponte um acordo havia sido fechado entre a Prefeitura do município, através do Prefeito, e o morador da vicinal do km 170 Sul, Cícero Luiz de Araújo, para que pudesse ser liberada a passagem no meio de sua propriedade como um desvio a ser utilizado pelos agricultores, mas esse acordo não foi cumprido pela Prefeitura.

Devido o não cumprimento do acordo, na manhã desta terça-feira, 21 de abril, Cícero Araújo fechou o desviou e explicou que aconteceu. “Nosso acordo era de que eles abrissem melhor o desvio e colocasse piçarra nos pontos críticos, e infelizmente o prefeito não cumpriu o acordo. Já faz um mês e até agora nenhum serviço foi feito. Minha preocupação é de que o acordo, firmado em 90 dias para conclusão da ponte, não seja cumprido, pois até agora nem as madeiras foram tiradas”, disse. 

A princípio, Cícero, que mora a 38 anos naquela vicinal, cobrou uma taxa de passagem, pois, não tinha interesse de absorver o fluxo da região em sua propriedade por conta da preservação dos seus animais e plantações, e disse que liberou a passagem por causa da necessidade das famílias das vicinais dos km 147, 150, 155, 160 e 165 todas do lado sul, que estavam isoladas sem poder ter acesso a Transamazônica e a sede do município.

Cícero pede ainda que as pessoas que passarem por sua propriedade, respeite seus pertences, fechando as cancelas e não peguem seus plantios. “Eu liberei a passagem na minha propriedade não foi por causa do prefeito ou vereador. Liberei por causa das famílias destas vicinais. E gostaria que as pessoas que passassem por aqui, respeitassem meus animais, minhas frutas e fechassem a cancela”, pediu.


A ponte caiu na tarde do domingo, do dia 15 de março. Em estado crítico, não suportou o peso de um caminhão madeireiro carregado e acabou caindo levando o caminhão junto para dentro do rio. O motorista do caminhão teve ferimentos leves.

Pesquisar este blog

Carregando...